segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

A verdadeira história do Natal

Os três donos das bocas mais importantes do Rio de Janeiro jogavam Winning Eleven quando um fogueteiro desconhecido soltou um fogo de artifício tipo estrela de Belém, que por um acaso não apagava. Um olhou para os outros e disse:

-Cara, algo me diz que devemos seguir essa estrela.

-Por quê?- perguntou um dos outros - Você acredita que hoje nasceu o Salvador, que irá redimir os pecados de todos morrendo na cruz, ressuscitará no terceiro dia e criará uma das religiões mais poderosas e influentes do mundo?

-Não, é porque esse tipo de foguete é pra avisar que o BOPE tá subindo o morro.

Com um argumento tão convincente, os três Reis da Boca (Melchior, rei do videokê do morro ; Gaspar, o rei da parte baixa do morro; e Baltazar, gerente de área e atacante do time da comunidade) concordaram que iriam deixar o morro e seguiriam os fogos. Passaram a noite em peregrinação num bonde do mal, dentro de um Gol 1000 roubado. Seguiram a noite toda os fogos, e quando eles finalmente pararam de espocar, o grupo viu-se em um abrigo para moradores de rua, que por algum motivo só estavam um casal com seu filho recém-nascido, com vacas, bezerros e bodes. O que esses bichos faziam em um abrigo na cidade grande não tenho a menor noção, mas continuarei a história. Além desses animais, haviam alguns anjos sobrevoando o local, e uma assistente social de óculos fundo de garrafa que roncava em seu escritório. Os três reis primeiro alvejaram os anjos, e depois amarraram a assistente, roubando a carteira dela.

-, ela nem é funcionária pública, é prima do Prefeito César Maia Herodes - justificou Baltazar.

Então eles se dirigiram ao berço onde se encontrava a criança, e entreolharam-se, pensando no que poderiam dar de presente para uma criança tão bela. Cada um então deu algo que carregava consigo. Foram presentados então um perfume Ralph Lauren falsificado, uma trouxinha de erva pra usar como incenso, e uma nota de cinqüenta reais para depositar na poupança e pagar a faculdade. O pai da criança ficou muito agradecido, mas não esperou o rebento crescer para utilizar a cannabis. Os outros presentes a mãe, que se chamava Maria do Socorro, escondeu dentro da bolsa.

Trinta anos depois, o garoto cresceu e após passar 12 anos em uma faculdade pública cursando filosofia, abriu uma barraca na Lapa para vender artesanatos, e outras coisas. Milita no PSTU, e após ser confundido com um cara que de uma volta em um traficante na favela de Manguinhos, e acabou indo parar no microondas. Seus amigos usaram sua imagem para fundar um novo partido político, que subverteu todas as suas idéias assim que chegou ao poder, e todos viveram felizes para sempre até o armagedon, que aconteceu quando o Brasil perdeu a Copa de 1950, e dura até os dias de hoje. O problema são os cavaleiros do Apocalipse, que como são funcionários públicos, avisaram que só chegarão depois do ano 2230. Enquanto isso, Deus está jogando Copas fora no PC divino, e o Diabo arrumou um bico como presidente de uma grande multinacional americana transnacional.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
Up Date: Um Feliz Natal à todos, mas sem a crase.

15 comentários:

César Fernández disse...

cara!
que demais!

adorei essa 'releitura'
hehehehe

parabéns!

Phernando Faglianostra disse...

É sempre bom relembrarmos o verdadeiro espírito do natal. Pena que, hoje em dia, as pessoas estão tão capitalistas e individualistas que preferem os valores fúteis, como andar de Pogobol e assistir TV Senado.

Me emocionei tanto que vou enfeitar minha Cannabis de natal com lâmpadas pisca-pisca e cartões de crédito de natal, que os bancos enviaram pra cá pra casa sem eu pedir.

Abraço e feliz dia do panetone Bauducco.

Flash House Blog disse...

Cara que viagem ! adaptação aos tempos modernos kkk
Abraço

Vinícius R² disse...

Hahaha, muito divertido. É lamentável, claro, que hoje as coisas estejam assim, mas da realidade ninguém pode fugir, não é? Nem no Natal.

Gostei mesmo do seu texto. Ao mesmo tempo que é realista, é muito engraçado. "O problema são os cavaleiros do Apocalipse, que como são funcionários públicos, avisaram que só chegarão depois do ano 2230."

Huahauhua... Você tem certeza que é essa data mesmo? Eu diria que no próximo milênio...

Lizzie disse...

Venho através deste comentário desejar um FELIZ NATAL/YULE/LITHA! Que seja repleto de bênçãos e alegrias.
E que 2008 venha renovar os ânimos, as oportunidades, o sentir. Que estejamos todos abertos para esta renovação!
Grande beijo!
Namastê!







www.lizziepohlmann.com

Leandro disse...

hansuiahiuahasuh
vc e muito criativo
gostei

ta afim de uma troca de banners?

abraço

Na conta! disse...

Foi Jesus que criou o catolicismo?
Tá então: Eu ri. Muito bom o texto.

Mila disse...

mto interessante o texto...
gosteei mto do blog..mesmooo


qndo puder passa lah e ve o q acho..
www.justmee.blogger.com.br


bjs!


feliz natal!

Leon K. Nunes disse...

hehehehe, ficou massa mesmo. Pelo visto, o Jesus moderno não teve tanto sucesso quanto o tradicional, mas o estrago que leva seu nome é o mesmo... =P

Blog massa, bem divertido e criativo! Valeu!

Tyler Bazz disse...

AUHAHUAuhaUHAauHauhaUHAuhaUHAuah

Essa foi demais!!!!


o/

Cafeína disse...

sabe, essa história bem na noite de natal me fez acordar para o verdadeiro espítiro bauduconiano...q coisa...
feliz feliz marcelo marmelo martelo (aposto que faziam essa chacota contigo na escola kkk)
bjo

° •.☆ Gi ☆.• ° disse...

Cara, muito bom o texto!
Alias, muito bom o blog em geral.
Vi o link no Pérolas Políticas e vim aqui conhecer. Valeu a pena!
Por acaso aceitaria fazer uma parceria?
Bjs e Feliz Natal!

http://www.umcadimditudu.blogspot.com/

Aline 茶 disse...

pra tanta criatividade eu preciso de pelo menos uns três Natais pra digerir tudo!!

Como sempre, teu blog tá massa.
Vim te dar um presente de Natal, um selo "Blog de Elite" pega lá no meu blog e bom Natal e um maravilhoso reveillon.

beijo.

Maria Luiza disse...

Adorei, essa historia faz muiot mais sentido!!
Beijão

Juh disse...

Nossa, sem palavras pra descrever a história! Simplesmente hilária, adoreii!!

Ah, desculpa pelo sumiço...
Voltei com meu blog antigo, depois dá akela passadinha básica lá e me diz o q achou (acho q vc é o único em q eu posso confiar com relação a isso)

Bjss ;*