terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Boys don't cry

Eu acho engraçado esse povo que fica rezando pra time de futebol. Nego não tem o que comer, o que vestir, um emprego de merda, mora mal, não sabe ler nem escrever, e ai fica enchendo o saco do santo (que provavelmente deve estar jogando truco com os outros os companheiros de céu) pro time ganhar. O mundo acabando, mas o que importa é o time ser campeão (ou não cair de divisão, ou subir). O legal é o cara que leva aquela imagem da santa, eu fico imaginando a hora de ir ao banheiro, e levar a estátua com ele. Quem já foi em estádio sabe, e no resto do Brasil não deve ser diferente do Rio, que existe um Rio de urina no solo. Ele vai segurar o pinto com uma mão e a imagem na outra? Se respingar é pecado?

E os jogadores? Tudo é Deus, Deus, Deus. Saco. Ao ganharem, é porque Ele quis, mas se perdem, na próxima rodada vão vencer, se Deus quiser.Afinal, pra quê treinar se o padre me benzeu? Não sei mais se é esporte ou disputa religiosa. No próximo Brasileirão, o Tribunal Desportivo será no Vaticano, e o antidoping vai ser contando quantas imagens religiosas cada time leva, e a quantidade de pais-nossos rezados. Caso o time ore mais de um terço perderá os pontos por ajuda Divina extra.


É de uma prepotência ímpar falar que recebeu doping celeste, é uma forma de dizer “sou filho Dele, e você não”. Como em um campeonato com vários somente um ganha, o que não falta é bastardo do cara lá de cima no mundo.

Digressionei, queria falar dos torcedores. Bom, alem de rezar, ele choram. Eu lembro a única vez que chorei com futebol, tinha cinco anos e o Zico perdeu aquele pênalti. Acho que se eu tivesse em campo, talvez até chorasse por perder um campeonato, jogo ou ser rebaixado. Mas porque um bando de marmanjo peludo, suado e fedorento, com o rabo cheio de dinheiro foram derrotados, vou ficar passando vergonha? Se nem quando o Leonardo DiCaprio morreu no Titanic, eu chorei mais, se nem na vez que dei aquela topada no dedão, ou quando o Garotinho foi eleito lacrimejei, vou fazer isso agora? Além do mais, se fossem tão sensíveis assim, chorariam todo mês ao ver aquele valor de R$380,00 no contra-cheque.


E quem sacaneia tá no mesmo barco. Ou você acha que só porque é Bambi teu salário vai vir maior? Ou vai pagar menos imposto?
--------------------------------------------------------------------------------------------

Eu não sou muito fã dessas correntes, só aquelas com que prendo minhas escravas na área de casa. Mas são duas de uma vez, e não são correeeeeeeeeeeentes, no máximo uns cordões, heh.

(Baba-ovo mode ON)

Agradecer à segunda vez que recebo o selo do blog de Elite, desta vez do Sid, que também não sabe o quanto sou arrogante.

E a minha amiga Ju, que deve ter confundido meu link com alguém, mas como selo e carteira de doláres acha (ou indicada) não é roubada, taí embaixo:
Eu sinceramente não entendi o que isso quer dizer, o de elite, tá bem, uma brincadeira com o Tropa, mas essa eu não peguei. Eu sei que é pra passar pra alguém, mas tô com uma preguiiiiiiça.

Por falar em liberdade, o SBT vai passar "Fuga de Los Angeles". Não é de Nova Yorque, mas é filmão. Snake Plissken rules.

21 comentários:

Rharry Belloti disse...

Gente, existe uma pessoa sensata no mundo!!! Eu também não suporto essa gente que fica falando de Deus e Deus só por propaganda nunca deve ter entrado numa Igreja, nunca deve ter seguido meio mandamento de uma Igreja. Afinal, o que jogador de futebol faz??? "xuta bola no gol", "pega as mulezinha qui disfila em Niu Iorki", e "bebe". Ninguém merece esses caras.

Nicotina disse...

olha eu curto futebol, adoro ver jogo e talz, mas para por ai, mesmo pq se o meu time ganha ou perde não muda nada em minha vida e nem as minhas contas são pagas milagrosamente, é foda ver um monte de marmanjo se matando por causa de futebol, chorando que nem criança com a fralda suja....mas fazer o que né? Pra eles isso é amor.
A única coisa chata é qdo o meu time perde pq tenho que aguentar as piadinhas, mas é legal qdo os outros perdem pq aí é minha vez de tirar barato.

Johnny M. disse...

Selo é só um selo, mas teu blog é de qualidade mesmo, porque teu texto é o mais engraçado que vejo nesses blogs. Quanto ao assunto do post, faço minhas tuas palavras: sai da comunidade do América de Natal - meu time, além do Flamengo - ,porque os caras estavam fazendo verdadeiras campanhas terroristas contra o que eles chamam de torcedores mistos, e fazem do clube a razão de ser da sua vida. É muita falta de mulher pra foder, viu. Futebol é a vida dos dirigentes e dos jogadores, que recebem pra isso. Meus times me deixam felizes quando vencem, e triste quando perdem, mas meu mundo não vai acabar porque o AMérica foi rebaixado, assim como eu não iria ficar milionário se ele fosse campeão do brasileiro.

Raoni Frizzo disse...

Eu curto demais futebol, mas acho que esse lance de chorar ou levar santa pra torcer pelo time pura babaquice. Se nem os caras que ganham puta grana pra jogar choram, porque um torcedor deveria, sendo que uma vitória ou uma derrota não vai matar ninguém?

Raoni
www.blogonews.blogspot.com

Marcelo disse...

eh esse o ponto, cara. eu tmb adoro futebol, mas vejo um jogo como se fosse um filme ou uma peça de teatro, certo?

Phernando Faglianostra disse...

Uma peça de humor ou um filme de terror... ou o contrário?

whatever!

Essa situação ainda vai mudar e o povo vai amadurecer, se Deus quiser...

Juliana Farias disse...

é por causa do fanatismo que hoje existem torcidas organizadas [para se confrontarem com times adversários].


qlqr fanatismo é ruim: religioso, político, futibolístico, piadístico, e vários outros ísticos.. hehehe

Cafeína disse...

adoro futebol, mas como o futebol ainda não paga minhas contas, nada de chorar rs

Maria Luiza disse...

ei, ei... quem é vc pra se rebelar contra o sistema do pão e circo, hein?
Seu subversivo!! Hunf!


:D

Beijo

myla disse...

cansei de futebol a muito tempo não choro nem pelo Brasil imagina o resto ...

http://mylinda.zip.net/

Arthurius Maximus disse...

Concordo com o que diz sobre os times. Os caras fazem corpo mole o ano todo, embolsam uma grana violenta e a galera ainda chora. depois vai comer pão duro em casa.

Equipe Caixa Pretta disse...

Confesso estar entre os mortais que choram por futebol, adorei o que foi escrito, concordo com tudo...
Mas, pq do choro? Não sei, talvez seja assim que Deus quer!!!
Amem.
____________

Bom, agora falando de empresário para empresário, que tal fazermos uma parceria por troca de link's?
Dá uma passadinha por lá e vê se tu curte, daí já fechamos negócio ainda hoje.

Alexandra disse...

É... e o q falar do Cesar Maia que declarou a torcida do Flamengo parimônio cultural do Rio... não é dor de cotovelo de vascaína... mas patrimônio cultural??? Como diria o dono do blog: Como assim Bial?? De que cultura estamos falando??? Independente de ser flamengo, vasco, flu, ou cabofriense, a cultura passou loooongeeee....

Juliana Freitas disse...

Eu choro, e fico deprimida quando o Voltaço se ferra! (melhor parar com isso, qualquer dia desses acabo me matando - do jeito que a coisa vai). Tem alguma explicação lógica pra isso??? Não, nenhuma! Mas não faço muita questão se ser racional o tempo todo.
Nós, torcedores, "jogamos" junto, acompanhamos, torcemos... Se quando nossos times ganham podemos comemorar uma semana seguida, porque não podemos chorar quando perdem? A felicidade da vitória é proporcional a tristeza da derrota.
Não sei... Só sei que é assim!

Luca disse...

Eu gosto de futebol, não gosto da religiosidade irracional oferecida de bandeja por organizações.

Jornalista disse...

hahahahaha.. Chorar por futebol é ridículo.. Adoro futebol, sou santista, mas chorar pelo meu time ou pela seleção, nem pensar... Onde já se viu, chorar pq os caras que ganham R$80 mil vão jogar num estádio que parece um pasto... To nem ai... Não choro mesmo... Fico com raiva quando perde, chingo o juíz, o bandeirinha, o jogador, a mãe, a irmã e a filha do jogador, mas chorar já é demais pra mim.... Excelente texto...

Carlos Matos disse...

Não adianta. Deus está presente em todo lugar, porém um pouco mais presente em estádios e presídios.

http://cudelontra.wordpress.com/

Fernando Gotti disse...

Na hora do aperto, o pessoal apela para tudo...., inclusive Deus.


Abraços

Kallango disse...

Homem de pouca fé!
Levanta-te e anda!
Você não acha que está querendo um pouco demais dos jogadores de futebol? Falar que Deus quis ou que Deus não quis é mais fácil do que pensar em uma boa desculpa.
Aliás, acho que é isso que o "professor"(?) fica falando para eles nos treinos.
Foda é ter que aguentar o plural deles...

Juliana Freitas disse...

toc, toc, toc... tem alguém aí?
Morreu de cirrose?

Franco disse...

hhauhuahuhauha, esse é o melhor!! nem vou criticar pq ainda esto rindo!! ( mentira, apenas nao estou inspirado.. )