segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Crepúsculo

- Mas eu te amo.

- Parece que você não entendeu: EU SOU UM VAMPIRO.

- Não me importo.

- Você realmente quer que eu te morda?

- Sim.


E Lucrécia foi mordida e transformou-se numa vampira. O que era um problema, pois como sabemos, vampiros permanecem com a mesma aparência desde que foram mordidos pela eternidade. E Lucrecia, empregada doméstica e fã de Calypso, tinha 150 quilos, e não possuía os caninos.

Um abraço pro Amigão e pro Vlad, que parecem ser os únicos a ainda virem aqui. O porre na próxima semana é em homenagem a vocês. E mil beijos pra minha esposa, que embora não poste mais, tem um belo arquivo. Vão lá e se distraiam.

5 comentários:

Amigao disse...

Ah tá entendi.
Por isso que tava zuando o aprendiz aqui da agência que apareceu com um chupão no pescoço.todo mundo falando que ele tava lendo muito Crepusculo.
Então o Crepusculo trata disso? Morreria e não saberia...

Fui lá no blog da moça indicada é bom mesmo.

Abração pra voce também.

Vladir Duarte disse...

Putz... só você mesmo para imaginar uma sena* dessas!!!]

Obs 1: Eu sei que cena se escreve com C, mas escrevi com S para não contrariar a Xuxa nem o Sasha, digo, a Sasha.

Obs 2: obrigado pela referencia no texto... para mim, é verdadeiramente um prazer ler os seus textículos! hahahah...

Valeu!

Rick Galdino disse...

Lucrecia é nome de vilã de novela mexicana.

Eu passo aqui... só não comento...

Boa indicação... blog bom mesmo.

Diogo, o imorrível disse...

a joelma é gostosa

luma disse...

ri mtooooooooooo